BuscaPé, líder em comparação de preços na América Latina

terça-feira, 26 de maio de 2009

6o PIADAS DE PORTUGUES

01. Lançaram o cinema 180 graus em Portugal. Foi a maior festa na entrada para a primeira sessão. Mas no fim do filme ninguém saía, aí Manuel, o dono, foi ver e estavam todos mortos... Fez então uma segunda sessão, e no fim também estavam todos mortos... Tentou uma terceira, e não deu certo, todos morreram... Aí, Manuel comentou: - É assim não dá...vou ter que diminuir a temperatura...
02. O Manuel entra para a Aeronáutica, na divisão de pára-quedismo. Recebe a primeira aula prática: - Estamos a dois mil metros de altura. Seu equipamento foi todo checado. O senhor saltará por aquela porta. Ao puxar a primeira cordinha, o pára-quedas se abrirá. Se isso não acontecer, o que é pouco provável, puxe a segunda cordinha. Se ainda assim o pára-quedas não se abrir, o que á improbabilíssimo, puxe a terceira cordinha e ele se abrirá. Lá embaixo, haverá um jipe a sua espera, para levá-lo de volta ao quartel. O Manuel salta. Puxa a primeira cordinha e o pára-quedas não se abre, puxa a segunda, nada. Puxa a terceira e nem assim o equipamento funciona. Ele começa a ficar preocupado: - Ai, Jesus! Agora só falta o jipe não estar lá embaixo!
03. Tinha um primo do Manuel que à muitos anos sofria de um mal singular. Era só tomar um gole de café e já sentia uma forte pontada no olho esquerdo. Não havia remédio que o curasse. E olha que ele adorava café. Até que um dia, um médico, amigo da família, o aconselhou: - Oh, Joaquim! Por que não experimentas tirar a colherinha de dentro da xícara?
04. Em Lisboa, após um incêndio num pequeno prédio, os bombeiros, verificando os destroços, encontram apenas um morto. E justamente o avô do Manuel, que estava de cabeça para baixo, com o dedo indicador apontando para um dos cantos do ambiente. Ao seu lado, um extintor de incêndio, com a seguinte instrução: "Em caso de incêndio, vire de cabeça para baixo e aponte para a chama".

05. No elevador, estão o Manuel e um casal desconhecido. De repente, nosso amigo d’além-mar solta um estrondoso pum. O outro, claro, chia: - O senhor não tem vergonha? Fazer isso na frente de minha mulher? - Oh! Desculpe-me! Eu não sabia que era a vez dela.

06. O Manuel presenteia a filha moça com um casaco de pele de raposa prateada. Satisfeitíssima, ela afaga o presente com as mãos comentando: - Como pode uma coisa tão maravilhosa vir de um animal tão pequeno, sem aparência, totalmente insignificante... - Alto lá! Se tu não queres me agradecer, vá lá. Mas também não precisa ofender!...

07. O Manuel vai visitar um velho navio de guerra. Em um dos compartimentos, tropeça numa placa de bronze, onde esta escrito: "Aqui tombou o Almirante Barroso". E comenta: - Não é de se admirar. Eu também quase cai aqui!

08. - Comandante Joaquim! Estou a avistar uma tropa que se encaminha diretamente ao nosso forte! - São amigos ou inimigos, sentinela Manuel? - Olha, eu acho que são amigos. Vêm todos juntos...

09. - Sabes Joaquim, o doutor me disse para beber um pouco de suco de limão depois de um banho quente. - E tu bebeste o suco de limão, Manuel? - que nada! Não consegui nem acabar de beber toda aquela água quente.

10. Dois portugueses resolveram vir de Lisboa até aqui a nado e no 1o terço do caminho: - Estás cansado Joaquim? - Não Manuel! - Então vamos continuar! E continuaram até chegar no meio do caminho! - Estás cansado Joaquim? - Um pouquito Manuel! - Pois vamos continuar! E no finalzinho, já aqui na Baia de Guanabara: - E aí! Estás cansado Joaquim? - Demais, Manuel! - Então vamos voltar!
11. Manuel e Joaquim passeavam pela rua, quando encontraram uma bosta no chão: - Manuel! Te dou 1.000 Reais se tu comeres esta bosta... - Então esta combinado, Joaquim... Manuel foi lá e comeu a bosta, ganhando os 1.000 reais... Continuaram andando quando encontraram outra bosta no chão: - Joaquim! Agora sou eu quem te dou os 1.000 Reais se tu comeres esta bosta... - Então está beleza!!! O Joaquim se abaixou e comeu a bosta também... MORAL: Os dois portugueses comeram bosta de graça...
12. TRIIM!!! Toca o telefone na sapataria do português e ele fala: - Alo! Casa de Calçados do Joaquim. - Como? Casa de Calçados?! - espantou-se o rapaz do outro lado da linha... - É sim! - confirmou o português. - Desculpe, me enganei de número! - Não tem problema! Traz aqui que eu troco!
13. O amigo do Manuel o convida: - Oh gajo. Estou a lhe convidaire para a festa de quinze anos de minha filha. - Está bem patrício. Eu irei. Mas ficarei no máximo uns dois anos.

14. - Por favor! O senhor viu alguém dobrando esta esquina, agora a pouco? - Não, senhoire. Quando aqui cheguei, ela já estava dobrada...

15. E o Manuel entra com tudo numa contramão. Da azar e é parado por um guarda, no ato: -
Onde o senhor pensa que vai? - Bem, seu guarda, eu estava a ire ao cinema, mas parece que me atrasei. Esta todo mundo a voltaire!

16. O português viajava pela estrada com sua família, numa Besta quando, por excesso de velocidade e parado pelo guarda: - Muito bem, espertinho, posso ver os documentos da Besta? - Estão aqui, seu guarda... responde, entregando os seus documentos pessoais. - Não, não! Eu quero ver os documentos da perua! - diz o guarda. Então, o português vira-se para sua mulher e diz: - Querida, então é contigo...

17. Chegou um arqueiro americano, botou uma maçã na cabeça de um cobaia e atirou... Acertou em cheio na maçã, então exclamou comemorando: - I’M HE-MAN ! Depois veio um Japonês e acertou na flecha do americano dividindo a flecha ao meio e exclamou: - I’M SAMURAI ! Então veio um Português, mirou, e acertou em cheio no olho do cobaia, desfigurando a cabeça do coitado então ele exclamou: - I’M SORRY !!!
18. O pneu do carro do Manuel fura diante de um hospício. Ele desce e tira as porcas da roda, mas elas escorregam para dentro de um bueiro. Um dos internos assiste a cena do lado de dentro das grades do manicômio e aconselha ao Manuel: - Tire uma porca de cada uma das três rodas para segurar a que ficou solta, até chegar a um posto. - Fenomenal! Muito boa idéia. Obrigado! Olhe, eu nem sei por que tu estás aí dentro. - Eu estou aqui porque sou doido, não porque sou burro!

19. O Manuel e a Maria vão ao jogo de futebol. Chegam super atrasados porque a Maria demorou séculos se arrumando. Quando entram no estádio, está para começar o segundo tempo. O Manuel pergunta a um dos torcedores: - Quanto está o jogo? - Zero a zero. E a Maria: - Estás a veire? Chegamos a tempo!

20. O Manuel vai ao Rio de Janeiro. Os amigos o advertem que lá os motoristas de ônibus e taxi costumam voar com seus veículos. Chegando na Cidade Maravilhosa, Manuel pega um taxi: - Avenida Brasil, por favoire. - que altura? - Se tu fores a mais de dois metros, eu pulo desse troço, oh raios!

21 - Óh, Maria, estou a morrer de cansaço... Vim correndo atrás do ônibus e, sem nunca o alcançaire, acabei chegando até aqui... meu consolo e que economizei vinte cruzados... - Mas tu és burro mesmo, hein, Manuel? Por que não correste atrás de um taxi? Terias economizado muito mais!

22. O carro do Manuel enguiça e ele vai com o filho caçula no mecânico. Após verificar o motor do velho carro, o mecânico diz: - O problema está no freio. Vou ter que mexer no burrinho. O Manuel puxa o garoto para trás e se altera: - Não, senhoire! No garoto ninguém mexe!

23. Estava um grupo de amigos reunido na comemoração de bodas de ouro do casal Manuel e Maria, quando um dos convidados começa a contar uma piada: - Aí o português... No que foi prontamente interrompido pelos demais: - Não conta essa não, que aqui na festa está cheio de português! - Não tem problema, eu repito, repito até eles entenderem....

24. Um antigo industrial ganha o seu primeiro telefone celular. Nesse mesmo dia, resolve ir ao motel com sua secretária. Quando estão na cama o telefone toca: Era a mulher do empresário que assustado diz: - Alo? Maria!!!??? Como sabias que eu estava no motel??

25. Joaquim José estava a querer mandar um presente do Brasil para Maria, sua esposa além-mar. Passeando pelas ruas do Rio, encontrou uma caixa de fósforos tamanho família. Empacotou e mandou para Portugal. Meses após no telefone... - Oh Maria, gostaire do presente que te mandei? - Oh Joaquim José, gostaire eu gostei, mas todos os fósforos não funcionam! - Oh Maria! Não estás a saber usaire! Testei todos antes de te mandar! Acendi um por um e todos funcionaram!!!

26. O Joaquim quando mandou trazer a Maria, pelo correio, para o Brasil. Abriu um boteco na praça Mauá e colocou a Maria para morar lá perto. Um belo dia... - JOAQUIMM!! JOAQUIM JOSÉ!!! Tua esposa está na tua casa na cama com outro cara!!! Corra lá! - O que esta gaja prostituta está a fazer com este paneleiro! Vou pegar a peixeira e a garrucha e vou lá acabar com isso de uma vez!!! E lá foi o gajo... 5 minutos depois volta o gajo feliz e contente... - Joaquim! Você matou o cara?!? - Não... O gajo se enganou... Não era outro, mas o mesmo de sempre!!!

27. PELO TELEFONE - Está lá? - Estou. Está lá? - Estou. - Quem está lá? - Maria. - Qual Maria, a criada ou a minha mulher? - A criada, dr. Manoel, as suas ordens. - Maria, ouça bem: estou cá no aeroporto, a aguardar embarque no próximo vôo, e esqueci-me de levar ao correio uma carta urgente. A carta estava aí sobrescritada e selada, creio que a deixei ao por de cima daquela cômoda do dormitório. Tu vais lá, apanhas a carta e entregas a estação de correio ainda hoje, percebeste bem? Caso lá não esteja, tu voltas cá ao aparelho auscultador e me avisas. Fico a esperar cá na linha. Vai. - Pois não, dr. Manoel. (tempo) Dr. Manoel, eu estava quase a entrar ao aposento, mas vi que dona Maria esta lá, despida. - Ora, Maria, basta que batas a porta, que peças licença. A patroa sabe que se trata de coisa urgente. Anda, volta lá e faz o que te mandei. - Pois não, dr. Manoel. (tempo) Dr. Manoel, perdão, mas eu cá lá já não entro, não. - Como? Por que não? - Agora não, dr. Manoel. Acabo de ver que dona Maria está acompanhada. - Como?? Acompanhada de quem? - É um cavalheiro que não conheço, dr. Manoel. - Um cavalheiro? Mas que diabos ! E esta também despido, o cavalheiro? - Não se pode ver, dr. Manoel, pois que o quarto esta todo as escuras. - Ah, raios me partam, pelos cornos de Belzebu ! Maria, conjuro-te a fazer o que te vou mandar. Sabes onde guardo meu revólver? - Sei, dr. Manoel. - Pois bem, volta ao quarto com a arma e mata os dois. A ambos, percebes? - Aguardo cá na linha e só quero ouvir-te de novo para me dizeres que estão mortos. Vai! - Esta bem, dr. Manoel. (tempo) Pronto, dr. Manoel, fiz o que o doutor mandou. - Mataste? Os dois? - (ofegante) Matei, dr. Manoel. Entrei ao quarto e consegui atingir dona Maria ao primeiro disparo, mas o cavalheiro escapuliu pelo corredor e tive que ir-lhe ao encalco. Correu de mim de assoalhada em assoalhada, de lanço em lanço, de patamar em patamar, escoriou-se todo na mobília, e disparei varias vezes, sem atingi-lo. Mesmo despido, saltou a janela ao jardim e corria a galgar o muro, quando consegui mirar o último disparo. Ele cambaleou e caiu morto a piscina... - Com? Piscina? De onde estão a falar? Ih, e engano!

28. Manuel leva seu filho, Joaquinzinho, para conhecer sua indústria de presuntos e apresuntados. Chegando lá, Manuel mostra ao filho uma máquina de fazer lingüiça... - Veja cá, Joaquinzinho. Como tu podes ver, quando colocamos o jumento de um lado dessa esteira, temos lingüiça do outro lado. Genial, não? Joaquinzinho, estupefato, responde... - Demais, papai! Mas se quando colocamos o jumento, temos a lingüiça, com certeza o inverso também ocorre, não? - Manuel tapa a face, e, contendo a fúria, responde em tom desiludido... - Não, meu filho. Só existe uma máquina no mundo que faz o inverso dessa ai: a sua mãe, filho. Só ela pode me dar um jumento após ter recebido lingüiça !!!!!

29. Um grupo de cientistas portugueses começaram uma profunda pesquisa sobre os aracnídeos... Pegaram uma aranha e falaram: - Ande aranha. - E ela andou... Depois cortaram uma perna da aranha e repetiram a pergunta: E ela meio manca continuou andando... Intrigados os portugueses continuaram a pesquisa cortando cada vez uma perna do pobre aracnídeo. Até que só sobrou uma perna dai eles falaram - Ande animal ! E a aranha se rastejando toda andou com muita dificuldade. Depois cortaram esta última perna deixando sem nenhuma perna e falaram: - Ande aranha..! E ela evidentemente não se mexeu.... Ao final da pesquisa eles chegaram a seguinte conclusão: "Depois de cortar a última perna de uma aracnídeo este fica surdo"

30. Lá já o Manuel pela rua e encontra o seu amigo brasileiro. Este está lendo um livro. - que livro estás a ler? - É um livro de Lógica. - E o que é lógica? - Pergunta o português. - É o seguinte: responde o Brasileiro procurando um exemplo, O que você tem aí nesse saco? - Comida para peixes. - Responde o Português. - Então, pela LÓGICA, deve ter um aquário! - Estás certo! - exclama o português. - Se tem aquário deve ter peixes! - Estás certo! - Se tem peixe deve ter um filho, que fica olhando os peixes! - Estás certo! - Se tem um filho deve ter mulher, e teve relações sexuais com ela! - Estas certo, opa!!!!! - Então Mato é LOGICA!!!! E o português saiu todo contente e comprou um livro de lógica para estudar também. Andando outro dia encontrou com seu patrício, o Joaquim, que lhe perguntou: - que livro estás a ler, Manuel? - É um livro de LÓGICA! - exclamou o português todo contente. - E o que é lógica? E o Manuel, todo professoral, disse: - Vou te dar um exemplo, TENS AQUÁRIO????? E o Joaquim respondeu - Não. - ENTÃO ÉS VIADO!!!!

31. O português vai até seu chefe (português também): - Chefe, nossos arquivos estão abarrotados. Será que nós não poderíamos jogar fora as pastas e documentos com mais de vinte anos??? - Óptima idéia! Mas antes tire uma copia de tudo.

32. Um português telefona para o redator do Livro do Records (The Guinness Book of Records) e comunica: - Eu acabo de resolver um quebra-cabeças de 3000 peças. - Mas isto não e tão especial - comenta o redator, meio confuso. E o português continua: - Mas eu o resolvi em apenas uma semana. - Isto também não e tão difícil de se fazer - responde o homem do Guinness. - Claro que é, meu amigo - diz o português já brabo - Na caixa está escrito de 3 a 5 anos!

33. A vendedora pergunta a jovem cliente (portuguesa) que tenta comprar um espelho: - Tem que ser um espelho de mão, senhorita? E a portuguesa: - Não. Eu gostaria de poder ver a minha face.

34. Um turista brasileiro pega uma rodovia em Portugal com destino a Madri. Em dúvida, ainda perto de Lisboa pergunta a um sujeito num posto de gasolina: - Esta estrada vai para a Espanha? - Oh raios, não sei, mas se for vai fazer muita falta!

35. O Manoelzinho chega para o pai e pediu: - Papai, deixa eu ir na rua para ver o eclipse? O português coçou o bigode, olhou bem para o filho e, com um ar autoritário, disse: - Está bem, mas não chegue muito perto...

36. Recebendo o diplomata português na corte, a rainha Elizabeth, da Inglaterra convidou-o para dar uma volta pelas ruas de Londres numa carruagem real. De repente, um dos cavalos solta um tremendo pum. A rainha, perde complemente o rebolado, fica toda sem graça e diz: - Peço mil perdões, mister Antunes... Não sei como isso pode acontecer. E o diplomata lusitano, todo boas
maneiras: - Não há de que, Majestade... Eu até pensei que tivesse sido o cavalo !

37. O português estava assistindo ao Jornal Nacional quando, de repente, uma notícia o interessou. Falava de um cara que matou a sogra e a enterrou no chão da sala e só agora, 25 anos depois, é que descobriram. O gajo ficou pensando muito naquilo. - Caralho! Eu também poderia matar a megera da minha sogra e enterrar na sala. Até descobrirem, já estarei morto, colocado que tenho 50 anos... é, acho que vou fazer isso sim, oh raios! E armou a arapuca. Chamou a sogra para um jantar. Na primeira oportunidade, BAM! Lenhada na cabeça da velha, que logo foi enterrada na sala. Meia hora depois, toca a campainha do portuga. Era a polícia, que avisou: - O sr está preso por assassinar a sogra! - Mas, mas, mas... - Nada de mas, já para o carro! Na delegacia, o gajo, desconsolado, esbravejava: - Eu vi na TV, um cara fez a mesma coisa e demorou 25 anos para ser descoberto! Como vocês me descobriram tão rápido??? - O lance é que ele não morava no segundo andar...

38. Os Estados Unidos, com toda a sua tecnologia, mandou um telegrama para Portugal: "Detectamos movimento sismológico com epicentro em Lisboa. Sugerimos tomarem providências" Passaram-se alguns dias e nada de Portugal responder ao telegrama. Os americanos ficaram preocupadíssimos e mandaram de novo: "Detectamos movimento sismológico com epicentro em Lisboa. Sugerimos tomarem providências". Nada, Portugal não respondia. Os americanos insistiram e mandaram outro, até que finalmente chegou a resposta dos portugueses: "Detectamos o líder do Movimento Sismológico e o prendemos em Lisboa. Após muita tortura ele confessou tratar-se do tal de Epicentro. Só não prosseguimos com as investigações porque fomos atingidos por um puta terremoto!"

39. O Português chega pro Americano e diz: - Acabei de inventar uma lâmpada inquebrável !!! E o Americano: - De que material ela e feita? O Português: - De aço.

40. Um português queria saber quanto tempo demorava um vôo do Brasil para Portugal, então ligou para uma agência de viagem: - Por favoire, quanto tempo leva um vôo daqui para Lisboa? - Só um minutando... - respondeu a secretaria. - Obrigado ora pois.

41. Em Portugal, estavam demolindo um velho casarão. Depois de quebrarem boa parte,
descobriram, atrás de uma parede, um esqueleto com um cinturão e uma fivela de ouro. Estava escrito no cinturão: "MANOEL - CAMPEÃO MUNDIAL DE ESCONDE-ESCONDE DE 1904"

42. O portuga estava doente e foi ao médico. Este colocou o estetoscópio nas costas dele e ordenou: - Seu Manoel, fala três vezes 33! E o portuga nada... o médico ordenou novamente: - Fala três vezes 33! O Manoel quietão. O médico ficou irritado e disse: - Vamos, seu Manoel! Fala três vezes 33! O Manoel, fazendo um esforço enorme, respondeu: - 99... ufa...

43. O Manuel estava andando na rua e, de repente, tomou uma puta tijolada no peito e rapidamente, ele olhou pra trás pra ver quem foi.

44. O Manuel chegou em casa, de surpresa e pegou a mulher em flagrante com o amante, na cama. Aí, ele em pé, na porta, braços cruzados, falou: - Quer dizer que estás a dare uma de moderninha, hein?!! Só m’falta agora saire por ai a bebere e a fumare também!

45. O navio lusitano chega ao porto de Nova York e aquele marinheiro, já muito louco, pega a primeira profissional que encontra. Rapidamente vão pra um hotel barato e começam a fazer amor. A mulher muito escolada, geme feito uma louca. E o português: - Tu sentes !!. - E a mulher responde rapidamente: - No, No Mister !! Two dollars !!

46. O português veio para o Brasil deixando na terrinha a sua querida mulher. Anos depois mandou buscá-la. Na noite em que os dois se encontraram, mortos de saudade, começaram a conversar: - Como é, Maria? Você manteve o pacto de fidelidade que nos fizemos? - Quero saber, Maria, porque eu cumpri. Eu fui cem por cento com você, Maria. Imagine, aqui, nesta terra quente, cheia de mulatas tão bonitas, eu fiquei firme, Maria. Às vezes, ficava que já morrer de desespero. Aí não agüentava. Pegava uma mulata, levava pra casa. Ah, Maria, quantas vezes isso aconteceu... Aí, na hora agá, Maria, eu me lembrava de ti e, cheio de lágrimas nos olhos, saia de cima, Maria. E tu, Maria, como é que foi? - Bem, Manoel, tu sabes... sair debaixo e muito mais difícil do que sair de cima ...

47. Manuel já pilotando o seu avião, quando faz contato com a torre: Manuel: - Torre, eu quero pousar. Torre: - Manuel, dê sua altura e sua posição. Manuel:- Eu tenho 1,68 metros e estou sentado. Torre: - Não, imbecil! A rota! Manuel: - AAAAAARRRRROOOOOOOTTTTT!!!

48. Já Manuel, num vôo do Brasil para Lisboa, quando resolve ir até àcabine e pergunta ao piloto: - Onde estamos agora? Responde o piloto: - Sobre a Amazônia a 10.000 metros de altura! Diz Manual: - Poxa, eu sabia que o Brasil era grande, mas não sabia queera tão alto!

49. Notícia encontrada no "Diário Lisboeta": EXTRA! EXTRA! AVIÃO CAI EM LISBOA LISBOA - Ontem por volta das 7 da manhã caiu um boeing 737 nos arredores de Lisboa, mais precisamente sobre o cemitério Nossa Sra de Coimbra. Não se sabe ao certo o número de mortos mas já foram encontrados os corpos de mais de 2500 vítimas!!!

50. Dois portugas estão andando pelo centro de SP, quando uma ave descarrega em cima da cabeça de um deles. O gajo se abaixa e diz: - Manuel, vê o que é isto na minha cabeça! - É merda! - Quero saber o que está do lado de FORA, seu burro!

51. Tinha dois portugueses passeando, quando um falou para o outro: - Cuidado Manuel !!! Você quase pisou na merda! O outro abaixou deu uma cheradinha... e disse: - que nada Joaquim, isso não e merda não!O Joaquim pensou... resolveu abaixar e cheirar também e disse: - É sim !!! Claro que é merda!!!Manuel inconformado, abaixou novamente... passou o dedo... sentiu a consistência e disse: - que Joaquim, que merda nada!Já nervoso com a situação Joaquim abaixou-se... passou o dedo e colocou na boca... sentiu o gosto e disse: - É claro que é merda!!!Manuel ainda não acreditando resolveu também abaixar e provar... colocou na boca... sentiu o gostinho e disse: - Puxa Joaquim! Realmente você tinha razão. é merda mesmo! Ainda bem que nos não pisamos!

52. Um clube pegou fogo em Portugal. Morreram todos carbonizados. Sabe por quê? R: Não deixaram os bombeiros entrarem porque eles não eram sócios.

53. Sabe o que vem escrito na sola de sapato, em Portugal? R: Este lado para baixo E na palmilha? R: Primeiro os dedos

54. Por que os portugueses não fecham a porta quando vão ao banheiro? R: Para não olharem pelo buraco da fechadura.

55. Uma vez, quando Manuel voltava pra sua casa, avistou um pingüim em seu jardim. Aí, o Manuel perguntou pro vizinho dele: - Óh Joaquim, o que faço com este pingüim? - Óh Manuel, tu deves levá-lo ao zoológico, ora pois ! No dia seguinte Joaquim vê o Manuel passeando com o pingüim puxando-o por uma coleirinha. Aí o Joaquim pergunta: - Ora Manuel, não levaste o pingüim ao zoológico ainda? - Mas é claro que sim Joaquim, só que agora estou levando ele pro parque de diversões e pro shopping.

56. Numa padaria em Portugal, estava escrito num cartaz: ** Pão Simples R$ 0,10 ** ** Pão com Manteiga R$ 0,20 ** ** Pão sem Manteiga R$ 0,40 ** Aí o Manuel chegou e perguntou ao dono da padaria: - Óh Joaquim, como pode o pão sem manteiga custar mais do que o pão com manteiga? - Óh Manuel, pareces que não pensas, é que no pão com manteiga tu tens que passar a manteiga e depois tirar.

57. O Manuel chegou ao prédio de seu amigo Joaquim. Manuel avistou o Joaquim lá em cima do prédio e gritou: - Óh Joaquim, como faço pra subir até aí? - Tens que chamar o elevador. E o Manuel começou a gritar: - ELEVADOR, ELEVADOR!!!E o Joaquim: - Não Manuel, tu tens que chamá-lo pelo botão. E o Manuel, pegou o botão de sua camisa e começou a gritar pra ele: - ELEVADOR, ELEVADOR!

58. Entra um portuga numa loja de eletrodomésticos e diz ao vendedor: - Quando custa aquela televisão ali em cima? - Nesta loja não vendemos nada a portugueses! O portuga sai triste da loja e decide se disfarçar de inglês e entra na loja: - How much custa that television ali em cima? - Nesta loja não vendemos nada a portugueses! O portuga sai e entra disfarçado de chinês: - Quando cuta aquela televisão ali in xima? - Nesta loja não vendemos nada a portugueses! Então o portuga decide perguntar ao vendedor: - Mas ó pah! Como sabes que sou português se me disfarcei? - Porque aquilo não é uma televisão! É um microondas!

59. No correio, no Brasil, estava na fila o Manuel em primeiro que queria mandar uma carta pra Maria que estava em Portugal, e um outro homem atrás. O Manuel foi entregar o envelope ao balconista e o balconista chiou: - O meu senhor, você esqueceu de preencher o envelope. - Ah, é que estou sem óculos, então não enxergo nada. - Mas não interessa, você tem que preencher isso de qualquer jeito. Aí o Manuel pediu os óculos emprestado pro homem que estava atrás dele: - O senhor pode emprestar-me seus óculos? - Posso, mas esses óculos são pra longe. - Não faz mal, a carta também é.

60. Por que é que mulher de português é peituda? Porque em vez de ele chupar ele sopra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário